1 Minuto de Leitura pel’ A Biblioterapeuta: A Vida Invisível de Eurídice Gusmão

O QUE APRENDI

Aprendi que é fundamental ouvir, registar e valorizar os testemunhos das mulheres que sabem ter ficado aquém das suas capacidades porque não tiveram acesso às oportunidades a que eu tive acesso. Elas estão aí, bem próximas de mim. As limitações que experienciaram no passado e condicionaram os seus percursos para sempre, são vividas hoje por mulheres e meninas de outras latitudes, mas também em Portugal. Denunciar e derrubar essas barreiras é uma tarefa nunca terminada — ainda em Junho de 2020 o Comité dos Direitos Sociais do Concelho da Europa considerou que Portugal está a violar, por exemplo, o compromisso que assumiu há quase 20 anos para promover a igualdade de género a nível salarial. Vergonha.

O QUE TRANSPUS PARA A MINHA VIDA

Um reforço da crença de que é possível reunirmos forças para lutar contra as adversidades e irmos ao encontro dos nossos desejos, dos nossos sonhos, das nossas ambições, nem que seja em parte. A convicção de que é importante não deixarmos esmagar os valores que defendemos e os melhores traços do nosso carácter por parcelas menos evoluídas da sociedade. É preciso dar voz às frustrações, às injustiças, arregaçar as mangas e ir à luta com mais ou menos arrojo. Mesmo que essa luta aconteça apenas na nossa casa, em contexto familiar.

A QUEM RECOMENDO

Recomendo “A Vida Invisível de Eurídice Gusmão” a todos a/os leitora/es. Mas em particular às mulheres que insistem em anular-se ou se sentem anuladas por outros.

Oito leituras terapêuticas

Em Portugal terminou o Estado de Emergência e vivemos agora em Estado de Calamidade. O confinamento a que fomos sujeitos começa lentamente a ser aliviado, mas as autoridades não se cansam de pedir aos cidadãos que, ainda assim, limitem as suas saídas de casa ao estritamente necessário e mantenham o dever cívico de recolhimento. Para quem pode, por exemplo, o teletrabalho continuará a ser a norma pelo menos até ao final de Maio. E, acima de tudo, é preciso não esquecer o principal: a pandemia não terminou e teremos de viver sob a ameaça da Covid-19 por tempo indeterminado.

Continue reading “Oito leituras terapêuticas”

Top 10 em 2019

A American Library Association, fundada a 6 de Outubro de 1876 em Filadélfia, tem como missão promover e melhorar constantemente os serviços oferecidos pelas bibliotecas públicas e pelos bibliotecários, para que todos os cidadãos norte-americanos possam aceder livremente a informação e aprender sem constrangimentos. O lema desta instituição é: “A melhor leitura, para a maioria, ao mais baixo custo”.

Continue reading “Top 10 em 2019”