Como funciona a biblioterapia

O bem-estar do ser humano insere-se numa perspetiva holística, em que a saúde não é apenas a ausência de doença, mas sim bem-estar físico, social e mental. Para alcançar este bem-estar global cooperam várias áreas do conhecimento e a Biblioterapia tem vindo a evidenciar potencialidades para colaborar no desenvolvimento e no equilíbrio do ser humano.

A Biblioterapia parte do pressuposto que os textos literários envolvem emocionalmente o ser humano. Ler, sobretudo narrativa de ficção, consiste em reconstituir um universo imaginário a partir do que é esboçado num texto. Além da experiência acumulada e da realidade apreendida no seu dia-a-dia, o leitor traz o seu repertório emocional para gerar, no preciso momento da leitura, uma coprodução.

Desta forma, a leitura é uma criação do texto e do leitor. Há inclusivamente quem defenda que o verdadeiro autor do texto é o leitor que vai projetar-se, evadir-se, reconhecer-se, aproximar-se ou afastar-se das personagens e das situações apresentadas, utilizando-as para sentir, refletir e repensar as suas próprias vivências.

O processo biblioterapêutico inclui, portanto, as seguintes fases:

Identificação — A identificação com as personagens permite ao leitor compreender os seus próprios conflitos, através dos conflitos vividos pelas personagens literárias, de um modo seguro e indolor;

Catarse — O leitor acompanha o personagem num desafio ou situação complexa que posteriormente se resolve;

Discernimento — É aplicada a experiência da personagem à experiência de cada pessoa;

Universalização — Fase experimentada sobretudo por crianças e jovens, ao estabelecer-se uma ligação entre o que aconteceu no livro e as suas vidas. Colocam-se no lugar dos outros e compreendem que outras pessoas vivem desafios semelhantes.

Através dos livros, o leitor ou um conjunto de leitores — no seio de uma empresa por exemplo — pode aplicar o que leu na sua própria vida ou na vida de uma instituição.

Nesse sentido, A Biblioterapeuta propõe-se actuar como mediadora, auxiliar na interpretação dos conteúdos e oferecer aos seus clientes a oportunidade de se distanciarem da realidade para rever conceitos, redescobrir emoções, pensar de forma distinta, tomar decisões e escolher novos caminhos.

A mudança para melhor é o objectivo primordial da Biblioterapia.

(Fonte: Biblioterapia – o estado da questão, 2013; http://www.bad.pt/publicacoes/index.php/cadernos/article/view/1033)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s